Garantir a padronização de imagens médicas já foi um desafio para as instituições de saúde. A variação em uma imagem, a falta de legibilidade ou de nitidez prejudicavam a avaliação dos exames e seus resultados.

A criação do DICOM (Digital Imaging and Communications in Medicine ou Comunicação de Imagens Digitais em Medicina) foi fundamental para garantir a segurança nos processos de análises radiológicas e clínicas. Veja seus benefícios:

1. Mobilidade de Acesso

A adoção do padrão único para troca de informações possibilita que os profissionais de saúde, como dentistas e enfermeiros, consigam acessar os resultados dos exames a partir de outros dispositivos e sistemas digitais. Com isso, não é necessário que o médico esteja no local para apresentar um diagnóstico prévio sobre o paciente.

Caso o profissional tenha acabado de deixar o seu posto ou esteja no intervalo de outro atendimento, pode verificar os resultados dos exames para estudar a situação do paciente.

2. Facilidade na Circulação das Informações

Quando um profissional estiver com dúvidas ou quiser a avaliação de outros especialistas em um determinado caso, pode compartilhar as informações dos exames.

A facilidade na circulação dos resultados ajuda a fomentar o debate, as análises e os estudos mais aprofundados. Assim, é possível ter acesso ao maior número de opiniões e reflexões sobre o caso, mesmo quando não é possível reunir diversos profissionais em um único atendimento, principalmente nas equipes multidisciplinares.

3. Garantia de Qualidade no Envio das Imagens

O encaminhamento das imagens pela internet não prejudica a sua qualidade. Os exames são recebidos com qualidade e nitidez, evitando equívocos em sua interpretação.

4. Segurança para a Manipulação das Imagens

O padrão de comunicação DICOM também uniformiza outros processos que envolvam protocolos. Por exemplo, o serviço de Confirmação de Armazenamento, disponibilizado em alguns sistemas, que é utilizado para confirmar se uma imagem foi armazenada em outro equipamento. Isso gera total segurança para o usuário que enviou o arquivo, que agora tem certeza que pode deletá-lo do seu equipamento.

Com o aumento na quantidade de exames feitos pelas instituições médicas, passou a ser necessário padronizar os formatos dos arquivos e a comunicação entre equipamento para facilitar envios e, consequentemente, os diagnósticos.

A adoção do formato DICOM pelas instituições médicas irá melhorar a comunicação e abrir novos relacionamentos, gerando benefício a todos envolvidos, desde dentistas até pacientes. A padronização também vai garantir maior eficiência e economia no envio de exames on-line.

Fonte:

Pixeon

Leave a Reply

×

Powered by WhatsApp Chat

×